Pular para o conteúdo principal

Higiene dos gatos!

Para termos um animal em casa, seja ele um gato, cão ou pássaro, devemos ter uma série de procedimentos necessários para o bem estar de nosso amigo, como alimentação correta, vacinas em épocas certas, higiene, etc.
Este artigo irá ajudá-lo na higiene de seu gato, mas antes de começarmos a falar especificamente sobre higiene é bom você conhecer as características de um animal sadio e um animal com sinais de doença. Veja:

CARACTERÍSTICAS DE ANIMAL SADIO:

Animal ativo;
mucosas da boca, olhos e língua vermelha;
ausência de corrimentos nasal e ocular;
ausência de sangue e muco nas fezes e urina;
pêlo brilhante, sedoso, sem queda;
se alimenta bem;

SINAIS GERAIS DE DOENÇA:

Perda de apetite e recusa de se alimentar;
sangue, pus ou muco na urina;
sangue ou muco nas fezes;
abdômen (barriga) distendido ou aumentado;
vômito freqüente ou intermitente;
o animal se esconde;
temperatura acima de 39ºc ;
diarréia;
queda freqüente de pêlo;
áreas com ausência de pêlos;
corrimento mucoso e amarelado nos olhos e nariz;
corrimento amarelado na vagina;
coceira freqüente;
dificuldade de evacuar;
tosse;
espirro;

PELAGEM- A maioria dos gatos limpa com assiduidade a sua pelagem, e em boas condições de saúde, é lisa e brilhante. Quando seu pêlo apresenta algum tipo de deterioração, na maioria das vezes é sinal de doença. Para que você possa observar atentamente a saúde de seu gato, recomendamos uma escovação regular, sobretudo em gatos de pêlos longos. A escovação também ajuda a retirada dos pêlos mortos pois, com o hábito que os gatos têm de se lamberem, a ingerem uma quantidade razoável de pêlos e a ingestão excessiva contribui para a formação de bolas de pêlos no estômago, o que pode provocar vômitos. Quando os pêlos embaraçam ou formam tufos é necessário elimina-los através da tosa. A escovação também é importante para revelar a presença de parasitas, como pulgas e, carrapatos e piolhos, que farão o gato coçar-se excessivamente.Quando a alimentação é completa e balanceada, o pêlo do seu gato se tornará ainda mais lisa e brilhante. Quando o gato não se alimenta bem e não possui cuidados com sua pelagem é necessário, além da escovação regular, banhos. Você deve habitua-los progressivamente com a água e somente usar produtos específicos para gatos.

MATERIAL DE LIMPEZA

-Existe uma vasta gama de equipamentos disponíveis no mercado para a toalete do gato. Uma escova de alisar é útil para remover pêlos mortos dos animais de pêlo longo, mas deve ser usada com cautela para evitar que se arranquem outros pêlos. As escovas de cerdas são úteis para pêlos curtos, e alguns donos gostam de dar a seus gatos um polimento final com uma luva de camurça ou com um retalho de veludo ou seda antes de uma exposição. É necessário um suprimento de algodão para a limpeza em torno dos olhos, ouvidos e nariz, assim como talco e xampu.

ESCOVAÇÃO DE PELO LONGO

·Aplique na pelagem um talco neutro para bebês, parte por parte de todo o corpo do gato. Espalhe o pó com a mão para que penetre bem na pelagem, e certifique-se de que todo o corpo foi pulverizado por igual;· Usando uma escova de cerdas, escovar a pelagem cuidadosamente e por completo. O talco faz a pelagem ficar mais encorpada; · Escovar ou pentear a pelagem até que ela fique sem pé no corpo todo;· Com uma escova de dentes escovar o pêlo da face, tendo o cuidado de não atingir a região dos olhos. Escovar ou pentear o pêlo em torno do pescoço até formar uma gola de rufos.

ESCOVAÇÃO DE PÊLO CURTO

· Os gatos de pêlo curto devem geralmente ser penteados e escovados na direção do pêlo, da cabeça para a cauda. Usar um pente de dentes finos para alisar o pêlo e ajudar a localizar pulgas;· É útil para gatos de pêlo curto a escova de borracha mas, deve ser usada com delicadeza para evitar a remoção demasiada de subpêlo;·Polir a pelagem com veludo deixará o pêlo brilhante. Você pode passar veludo e depois um pedaço de seda. Já existe no mercado luva própria com um tecido de cada lado.

OLHOS - Os olhos podem ser limpos com um algodão seco. As lágrimas que umidificam os olhos são drenadas por um pequeno canal lacrimal. Nas raças de face achatada, como o Persa. A drenagem é ruim e as lágrimas tendem a escoar sobre a parte saliente do focinho, formando um escoamento marrom. Quando o escoamento for excessivo e com a parte inferior das pálpebras vermelhas, além da dificuldade de manter o olho aberto, é sinal de afecção dos olhos e você deve consultar um médico veterinário.

ORELHAS - AS orelhas devem ser limpas com algodão seco. Evite introduzir cotonetes ou outros objetos dentro do conduto auditivo do gato, pois podem empurrar os fragmentos para o fundo e os parasitas podem se desenvolver no interior do conduto auditivo. Se houver secreção excessiva de pus, ou se o gato coçar vigorosamente as orelhas, consulte seu veterinário.

DENTES - Os cuidados com os dentes é essencial para preservar a boa saúde de seu gato. Com o tempo o tártaro tende a se acumular sobre os dentes do gato e acaba provocando inflamação das gengivas, produzindo um mau hálito, podendo mesmo levar à perda de dentes. Seu veterinário pode remover os tártaro do dentes de seu gato com anestesia geral.

UNHAS - Quando as unhas se tornam muito longas é necessário cota-las. Em caso de dúvida peça ao seu veterinário que lhe mostre como fazer isso sem causar dano. Use corta unhas veterinários que são projetados para impedir rachaduras nas unhas. Oferecendo um arranhador ao seu gato, você permite que ele mesmo cuide de suas garras e evite que ele as utilize sobre sua mobília.

Fonte:http://www.saudeanimal.com.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como cuidar de gatos recem nascidos sem a mãe presente!

Não é fácil, vai implicar muita dedicação e disponibilidade, mas quem já o fez, sabe o quanto é gratificante e enriquecedor quando se consegue que alguns destes pequeninos animais se desenvolvem e transformem em lindos e saudáveis bichanos, prova viva de que é possível contrariar a crueldade e perversidade de alguns humanos (é verdade que por vezes acontece algum acidente com a gata mãe, mas infelizmente a experiência mostra-nos que a maior parte dos casos tem origem no abandono de ninhadas indesejáveis).



Se encontrou gatinhos órfãos com poucos dias de vida, a primeira coisa que deve fazer é tentar mantê-los quentes enquanto tenta contactar com um veterinário. Enrole os gatinhos em cobertores e coloque-os dentro de uma caixa ou cesto, onde possam estar bem acondicionados. Tenho cuidado para que eles não sufoquem: é necessário que a caixa não fique fechada e que o ar circule.Se o tempo estiver frio, pode ter que colocar uma botija de água quente por baixo dos cobertores, mas de forma a …

Cálculos urinários em cães e gatos

Faz alguns meses que o Biu tem sofrido com cálculo renal e como sempre procuro bastante artigos sobre o assunto. Mas claro, é importante deixar claro que a minha curiosidade é grande, mas que não deixo de levá-los ao veterinário sempre que observo algum problema! Por isso é muito importante acompanhar seu animal de estimação e  prestar atenção no comportamento dele, porque quanto mais cedo a gente detecta algo de errado, melhor!! O Dr. google as vezes ajuda com coisas simples e com direcionamentos, mas é bom lembrar sempre que estamos tratando com uma vida e que ela depende do nosso cuidado e observação constante. Afinal de contas, não tem coisa pior do que ver seu melhor amigo sofrendo! Por isso é sempre importante manter um veterinário de confiança para qualquer eventualidade.

Abaixo tem um texto que explica a doença, seus sintomas e tratamentos.

Os cálculos urinários ou urólitos (pedras) ocorrem com freqüência em cães e gatos e se formam, normalmente, na bexiga e uretra. Os cálculos…

Gatos: como conseguem voltar para casa depois de sumir?

É triste demais quando um animal que vc criou com tanto carinho, desaparece! Até hj fica a dúvida! Será que alguém pegou? Será que ele morreu? Só sei que fica um vazio enorme dentro de casa e dentro da gente! É um membro querido da família que um dia não volta mais pra casa! O Biu, sumiu no dia 22 de abril, Sexta feira Santa! A busca sempre continua! Não tem uma vez que saio que não chamo por ele! Daí achei esse artigo do DR. Pet que me trouxe um pouquinho de esperança! Será que ele vai voltar algum  dia?
Revista Cães & Cia, n. 360, maio de 2009

A misteriosa volta  dos gatos para casa depois de um longo período de ausência tem algumas explicações. Saiba quais são 

Alguns comportamentos dos gatos intrigam muita gente. Um deles é a capacidade de voltar para casa depois de desaparecer por algum tempo, mesmo quando o felino nunca tinha percorrido antes os caminhos que podem conduzi-lo até a habitação. Esses retornos ocorrem, por exemplo, com gatos que saem para dar uma volta e desaparecem…