Pular para o conteúdo principal

Ensinando seu cãozinho a fazer as necessidades no lugar certo!

Uma das principais dúvidas de quem acabou de adquirir um filhote, é como ensinar o local correto para que ele faça as necessidades. Por incrível que pareça, muita gente ainda adota o método de esfregar o focinho do cão no xixi, dar bronca ou conversar com o cachorro sobre onde ele deveria fazer... Só que isto não funciona! Ao contrário, já que o animal pode ficar com medo de fazer xixi na frente do dono ou, ainda por cima, fazer no local errado só para chamar atenção. Cães adoram a atenção do dono! Por isso, no começo, o dono deve valorizar o xixi correto, dando recompensas como petiscos e fazendo festa para quando o cão acerta, no exato momento em que o ato ocorre.

Parece fácil... Mas muita gente se pergunta: como vou saber quando ele vai fazer? Filhotes ainda não conseguem segurar o xixi por muito tempo. Por isso, o dono deve levá-lo ao banheirinho (jornal, tapete higiênico etc.) de hora em hora, principalmente logo depois que ele acordou depois de tirar um soneca ou logo após comer ou beber água. Coloque o cão em cima do local e espere por alguns minutos. Bem na hora que ele fizer, dê um petisco e faça uma festa, diga “muito bem!”. Se não fizer, fique com ele no colo por mais alguns minutos – no colo eles não fazem – até que fique um pouco mais apertado. Passado o tempo, leve-o ao banheiro novamente, recomeçando o processo. Cães que estão acostumados a usar caixa de transporte como sua casinha podem ficar dentro dela ao invés de estar no colo.

Geralmente, os cãezinhos não fazem as necessidades onde comem nem onde dormem. Por isso, a disposição das coisas é muito importante. Coloque o banheiro na periferia do cômodo. Deixe a caminha, água e comida perto da porta, onde as pessoas aparecem. É o local onde ele vai preferir dormir e ficar esperando as pessoas chegarem. De qualquer forma, é legal o dono colocar várias opções de banheiros pela casa nesta fase inicial, para dar maior chance de o cão acertar e ser recompensado.

E o que fazer quando ele errar? Não dê atenção, finja que nada aconteceu. Depois de um tempo, leve o seu cão calmamente para outro cômodo da casa e limpe a sujeira sem que ele veja. Como foi dito, o cachorro gosta de atenção, por isso é preciso ignorar quando ele errar, durante o processo de aprendizagem. Valorize o xixi no local correto ao invés de se estressar quando ele erra. Se der bronca, o animal vai aprender que não pode fazer as necessidades na frente das pessoas e passará a fazer escondido. Então, cuidado!!! Não prenda o cão no banheiro e não o deixe de castigo!Atenção: broncas só podem ser dadas quando o cão já sabe onde é o local correto. Só é possível ter certeza disto quando o cachorro já acerta a maioria das vezes e vem correndo pegar o petisco e eventualmente errar. Se isto já estiver ocorrendo, o dono pode dar uma bronca – um desconforto com spray de água ou fazer um barulho chacoalhando uma lata com moedas – bem na hora, caso o cão esteja fazendo em local errado.

É importante lembrar que este treinamento também serve para cães adultos. A diferença é que eles já vêm com algumas preferências e ainda conseguem segurar o xixi por mais tempo do que os filhotes. O mais importante é ter bastante paciência durante todo o processo.

Fonte:equipeveterinariafv2010.blogspot.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como cuidar de gatos recem nascidos sem a mãe presente!

Não é fácil, vai implicar muita dedicação e disponibilidade, mas quem já o fez, sabe o quanto é gratificante e enriquecedor quando se consegue que alguns destes pequeninos animais se desenvolvem e transformem em lindos e saudáveis bichanos, prova viva de que é possível contrariar a crueldade e perversidade de alguns humanos (é verdade que por vezes acontece algum acidente com a gata mãe, mas infelizmente a experiência mostra-nos que a maior parte dos casos tem origem no abandono de ninhadas indesejáveis).



Se encontrou gatinhos órfãos com poucos dias de vida, a primeira coisa que deve fazer é tentar mantê-los quentes enquanto tenta contactar com um veterinário. Enrole os gatinhos em cobertores e coloque-os dentro de uma caixa ou cesto, onde possam estar bem acondicionados. Tenho cuidado para que eles não sufoquem: é necessário que a caixa não fique fechada e que o ar circule.Se o tempo estiver frio, pode ter que colocar uma botija de água quente por baixo dos cobertores, mas de forma a …

Cálculos urinários em cães e gatos

Faz alguns meses que o Biu tem sofrido com cálculo renal e como sempre procuro bastante artigos sobre o assunto. Mas claro, é importante deixar claro que a minha curiosidade é grande, mas que não deixo de levá-los ao veterinário sempre que observo algum problema! Por isso é muito importante acompanhar seu animal de estimação e  prestar atenção no comportamento dele, porque quanto mais cedo a gente detecta algo de errado, melhor!! O Dr. google as vezes ajuda com coisas simples e com direcionamentos, mas é bom lembrar sempre que estamos tratando com uma vida e que ela depende do nosso cuidado e observação constante. Afinal de contas, não tem coisa pior do que ver seu melhor amigo sofrendo! Por isso é sempre importante manter um veterinário de confiança para qualquer eventualidade.

Abaixo tem um texto que explica a doença, seus sintomas e tratamentos.

Os cálculos urinários ou urólitos (pedras) ocorrem com freqüência em cães e gatos e se formam, normalmente, na bexiga e uretra. Os cálculos…

Gatos: como conseguem voltar para casa depois de sumir?

É triste demais quando um animal que vc criou com tanto carinho, desaparece! Até hj fica a dúvida! Será que alguém pegou? Será que ele morreu? Só sei que fica um vazio enorme dentro de casa e dentro da gente! É um membro querido da família que um dia não volta mais pra casa! O Biu, sumiu no dia 22 de abril, Sexta feira Santa! A busca sempre continua! Não tem uma vez que saio que não chamo por ele! Daí achei esse artigo do DR. Pet que me trouxe um pouquinho de esperança! Será que ele vai voltar algum  dia?
Revista Cães & Cia, n. 360, maio de 2009

A misteriosa volta  dos gatos para casa depois de um longo período de ausência tem algumas explicações. Saiba quais são 

Alguns comportamentos dos gatos intrigam muita gente. Um deles é a capacidade de voltar para casa depois de desaparecer por algum tempo, mesmo quando o felino nunca tinha percorrido antes os caminhos que podem conduzi-lo até a habitação. Esses retornos ocorrem, por exemplo, com gatos que saem para dar uma volta e desaparecem…