Alergia a pulgas - Um caso sério!


Hoje estou postando aqui sobre um assunto que é bem corriqueiro e que tem me dado dor de cabeça! A alergia do Tevez às pulgas são um sofrimento! Tanto pra ele quanto pra mim, que vejo ele se coçando, se lambendo, e se machucando ao extremo! Já fiz de tudo um pouco e achei esse post pra dar uma luz a todos aqueles que passam ou já passaram por esse problema!


Uma das doenças cutâneas mais comuns em pequenos animais é a “alergia à pulga”. A verdadeira causa da doença não é a pulga em si, mas uma reação alérgica do corpo animal à saliva da pulga. Esta reação causa um edema local com coceira, pápulas, crostas e graus variáveis de alopecia (perda de pelo). As lesões podem ser generalizadas, estando localizadas na cabeça e pescoço, nas faces caudais das patas posteriores ou na região da base da cauda, esta última sendo a mais comum em cães.
Como os animais sensíveis desenvolvem o hábito de lambedura, apresentam poucas pulgas, o que leva seus tutores a acreditar que a picada não é a verdadeira causa primária do quadro alérgico. Animais que têm exposição intermitente têm mais sensibilidade em relação aos que têm contato constante com a saliva dos parasitas. Animais expostos a pulgas somente na fase adulta têm mais chance de desenvolver o quadro alérgico em comparação aos que são expostos enquanto ainda filhotes.
Normalmente, animais que apresentam esta patologia não apresentam alergia somente à saliva de pulgas, mas também a outros alérgenos e são mais predispostos a infecções secundárias cutâneas.

Tratamento

Começa com o controle absoluto da infestação de pulgas, tanto no ambiente quanto no próprio animal, o que pode ser alcançado tanto por medicamentos alopáticos quanto por opções fitoterápicas, a opção de tratamento variando de acordo com o médico veterinário. Em alguns animais é necessária medicação para controle das infecções secundárias, oque também será avaliado e prescrito pelo médico veterinário.
Vale lembrar que além do quadro alérgico cutâneo as pulgas também transmitem tantas outras patologias (doenças). Sempre mantenha seu amigo livre de qualquer ectoparasita (parasitas externos, como pulgas e carrapatos) e foque no controle do ambiente, já que apenas 5% das pulgas encontram-se em cães e gatos, estando as outras no ambiente.


  • Os principais sinais de prurido notados são a coçadura, a lambedura, a mordida e a mastigação, entre outros.
  • Sessenta e um por cento dos cães alérgicos à pulgas desenvolvem sinais clínicos entre 1 e 3 anos de idade.
  • À medida que o cão envelhece, com a exposição contínua às pulgas, o grau de hipersensibilidade pode diminuir.
  • A doença é incomum em cães menores de 6 meses de vida.
  • Prefira casinhas de plástico para cães que moram no quintal, pois não servem de “berçário” para as pulgas.
  • Atenção redobrada para pisos de madeira, carpetes e tapetes, todos ótimos condomínios das marditas!
  • Faça um controle rigoso do ambiente, sempre retirando cães e gatos do local para dedetizá-lo e aspirá-lo, mesmo que os produtos utilizados sejam naturais.
  • Neem (uma árvore indiana) é excelente para deixar cães e gatos longe de toda essa turma sugadora de sangue e está presente em uma variedade de produtos (ver textos abaixo), de óleos que podem ser borrifados para proteger o ambiente, eliminando e repelindo, a suplementos alimentares. É o eleito aqui de casa! Gosto muito dos produtos Estibion com Neem (óleo esuplemento alimentar) e existe também uma marca que nunca testei, a Dog Neem.
  • Técnica caseira para matar as pulgas: colocar uma bacia com água misturada com detergente no local da infestação, agitar bem até que se forme espuma, em seguida coloque uma luz forte em cima da bacia. As pulgas são atraídas pela luz que se reflete na água com espuma e pulam dentro da bacia morrendo em seguida. (fonte da técnica: Como fazer)


Comentários

  1. As pulgas são uma praga que incomodam tanto eles como a nos também

    ResponderExcluir
  2. olá. meu cachorro esta como o da foto, com bolinhas e relevo e com os sintomas descrito no texto, foi em 2 veterinários e me disseram um monte de provavelmentes, medicaram-no e depois de um tempo ficou melhor(não completamente) mas ai o problema volta. Sei que devo procurar um veterinário, mas minha duvida, caso ele tenha a alergia citada, é qual o tempo de recuperação depois de controladas as pulgas?

    ResponderExcluir
  3. Olá!!! Depende muito do caso!!! No caso do meu cachorro eu descobri que a alergia erra um pouco mais séria Mas foram vários veterinários até ele ser diagnosticado corretamente!!! O ideal seria levar em um vet especializado em dermatologia animal!! Mas se a alergia for somente a pulgas ele melhorará rapidamente!! e tem que ter cuidado pra que ele não pegue de novo!

    ResponderExcluir
  4. A melhor forma de combater as pulgas são: Levar o cão ou gato a um pet shopping para um tratamento anti-pulgas, e realizar uma dedetização de pulgas na residencia. Fazendo dessa maneira, só tenho uma coisa a dizer! Sucesso! Não se equeçam de fazer uma dedetização de pulgas na casa em todos os comodos inclusive no quintal.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas